sábado, 5 de dezembro de 2009

"SÊ O MELHOR DO QUE QUER QUE SEJAS..." - DOUGLAS MALLOCH e eu

.
.


(Fotografia tirada no Pontal de Maracaípe - Recife / Brasil)


Já fui capitão em mar alto, de marujos que procurei acompanhar, mesmo, em dias de tempestade. Fi-lo, da melhor maneira que soube e que pude.
.
Hoje, sou tripulação de águas calmas. Procuro remar, por forma a que , a canoa, prossiga o melhor que eu souber.


(Montagem de fotografias retiradas da NET)
.

Não posso ser Sol; não posso ser estrela; nem, tão pouco, pinheiro em cima do monte...
.
Mas, posso procurar ser o melhor que puder, daquilo que sou.
.
"Sê o melhor do que quer que sejas"... Acredito, sinceramente, nesta pequena maravilha, da poesia e da arte de viver, de Douglas Malloch, que, um dia, me chegou às mãos. Nem sempre é fácil conseguir. É, mesmo, muito difícil, por vezes... Mas, sempre, vale a pena tentar!...
.
.


 
SÊ O MELHOR DO QUE QUER QUE SEJAS...
.

Se não puderes ser um pinheiro no topo da colina,
Sê um arbusto no vale __ mas sê
O melhor arbusto à margem do regato;
Sê um ramo, se não puderes ser uma árvore.

.
Se não puderes ser um ramo, sê um pouco de relva,
E dá alegria a algum caminho;
Se não puderes ser almíscar, sê, então, apenas uma tília,
Mas a tília mais viva do lago!



Não podemos ser todos capitães; temos que ser tripulação.
Há alguma coisa para todos nós aqui.
Há grandes obras e outras menores a realizar,
E é a próxima a tarefa que devemos empreender.
.

Se não puderes ser uma estrada, sê apenas uma senda.
Se não puderes ser Sol, sê uma estrela;
Não é pelo tamanho que terás êxito ou fracasso
__Mas sê o melhor do que quer que sejas!




(Poema de Douglas Malloch)
.
.
.

Sem comentários: